23 de out de 2016

PERDÃO, SÓ UM MOMENTO... 

Rufino Tamayo




















Desculpa pelo lapso,
Pelo surto,
Pela culpa que não me devora                     
Desculpa pelo cansaço
Pela falta de ânimo
Para levantar o braço,
Esticar a perna
E refazer o passo
Desculpa pela vela acesa
Pois assim
Não terás desculpa
Pelo escuro
Que deixarás aqui. 
 

9 de out de 2016

FAROL

Anita Malfatti













Clama a chama
Que aparece como sinal
De quem percebe
O dia manso
De amores, cores e quintais
O espaço aberto pra chegar
De asa ou pedal
Muito além do cais
As coisas se transformam
De repente
Como quem ama
Um farol a iluminar
O céu, a nuvem, a palavra
A estrela mergulhada
No mar.

8 de out de 2016

EXPLOSÃO

Robert Delaunay











A palavra surgiu como bomba
Bummmmmm!
Explodiu na mão vazia
Letras espalhadas
Pelos quatro cantos da casa
Para aonde seguirão?
Quem souber,
Esses contarão!      

4 de out de 2016

DESENHO

Henri Edmond Cross







 



Penso que me desperto
Mas hoje não estarei completo
Assim nos ensina
O dia sem sol
Sem brisa
Sem ave nos galhos
Sem tédio
Nem sonho
Como corpo que desfalece
Talvez a dureza
Que atravessa a retina
Estremeça com a miragem
Que se desenha
Rio escorrendo tranquilo
Queda de cachoeira
Bichos pulando devagar
Na beira da colina.

Penso que me desperto.

1 de out de 2016

UM POUCO MAIS

Van Gogh
















Não será do sol esta quentura
Que arde o corpo sem secar
Nem da noite esta fase de lua
Que tanto cresce sem minguar.

Será de mim, o verso que cedo flutua
Será de ti, a rosa que descansa em teu seio
E nas ondas do oceano navegou.