29 de ago de 2015

CONTO DE PENSAMENTO E MAR

foto: Márcio Jorge

 













Como se fosse mar
Deixei você entrar aqui,
Pensamento em flores e terras banhadas de sol!
Doce é o mar que cantaste na sombra
Como se fosse música
De arrebatar coração
Navegar pelas ondas de encantamento
É avistar a maré fluir
Na frequência dos seus sinais
Ah pensamento,
    és barco de náufrago!
Como se fosse vento
Deixei o sopro se estender
No conto que fiz para acariciar o mar
Pode ser que o tempo vire
E o desconserto venha com o amanhã
Pode ser que a maré mude
E ainda perceba você chegando
Bem devagar,
No exato instante de se ver só
Entre passos que caminhei
Foi no mar que encontrei a estrada segura
Mesmo longe do cais
E ali, onde pedra de recife era muro
Fez-se concha de abrigo
Ah pensamento,
    de novo você aqui dentro!