22 de abr de 2016

MONUMENTO - "poemas musicados"  

O casamento entre a música e a poesia vem de muitos séculos. Na Idade Média, trovador era sinônimo de poeta e o som das trovas medievais se constituía no veículo principal da expressão poética.  No mundo moderno, essa relação de pura arte continua dando “pano pra manga” e diversas composições interessantes são produzidas até hoje para nossa alegria e contemplação.   

Na formação da sociedade atual, é cada vez mais célere o processo de expansão da tecnologia e da globalização. Na era da informação, a arte se renova quando utiliza as variadas ferramentas procedentes do avanço tecnológico, para entre outras coisas, potencializar as relações interpessoais e multiculturais em escalas cada vez mais abrangentes. Dentro deste cenário, o “Monumento – poemas musicados” surge como um cd experimental online que contém poemas publicados no Eco e que foi produzido eletronicamente por meu grande amigo Uber.

A amizade sempre foi capaz de consolidar a conexão existente entre a música e a poesia, através de parcerias que exploram o que cada um tem de melhor dentro do seu universo artístico. O Eco das Nuvens tem o imenso prazer de apresentar o resultado de um projeto que se fez a partir dessas múltiplas facetas: http://ubersproject.wix.com/monumento



video


Ponto Final - Vídeo da música de abertura do CD


4 de abr de 2016

TEMPO PRESENTE

Carlos Páez Vilaró















Nada como antes
Quando hoje não me vejo
Tudo pra amanhã
Quando hoje não me vejo.

Assim será o tempo:
Se me vejo hoje
Sou presente
Amanhã será acaso
Ontem,
Nem me lembro!