2 de nov de 2015

PAPO DE CINEMA 

Correr atrás do sonho, enfrentando com bom humor as dificuldades da vida, é a missão do professor de inglês  Antonio San Roman (Javier Cámara), que utiliza as músicas dos Beatles para ensinar o idioma aos seus alunos. Fã incondicional de John Lennon, o educador resolve viajar para Almería, quando descobre que o seu ídolo irá gravar uma película na região de Andaluzia, no sul da Espanha. Essa é a ideia principal do roteiro belíssimo de Viver é fácil com os olhos fechados, o título da produção foi inspirado no verso da música Strawberry Fields Forever,  composta pelo próprio John Lennon. 



Ambientada na década de 60, o filme produz o clima melancólico e ao mesmo tempo suave do período, além de trazer reflexões interessantes sobre confiança, romantismo, generosidade e determinação. A história é baseada em um fato real, ocorrido em 1966, enquanto John Lennon participava das gravações de Oh! Que Delícia de Guerra do diretor Richard Lester. Durante a longa caminhada até chegar ao beatle, em plena ditadura franquista, Antônio encontrou na estrada dois jovens em conflito com a repressão moral que ditava as regras de comportamento da época. Belén (Natalia de Molina), uma garota grávida que fugiu do internato onde foi posta pela família para esconder a gravidez “indesejada” e Juanjo (Francesc Colomer), um adolescente de 16 anos que saiu de casa por causa das discussões com o pai autoritário.  O encontro inusitado muda de forma definitiva a vida dos três personagens, além de tornar a aventura do simpático professor muito mais emocionante e divertida. 

 
"Viver é fácil com os olhos fechados"  (John Lennon)


O filme de David Trueba é convidativo e consegue mostrar uma delicadeza comovente na fotografia explorada nos caminhos sinuosos para Almería. A trilha sonora original tem a marca dos jazzistas Charlie Haden e Pat Metheny. Indicado pela Espanha para concorrer a uma vaga na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro, Viver é fácil com os olhos fechados ganhou 6 prêmios Goya (melhor filme, diretor, roteiro original, ator, atriz revelação e canção original), principal premiação do cinema espanhol. O personagem carismático do ator Javier Cámara, já famoso pelas atuações nos filmes de Almodóvar, é sem dúvida uma entrega absoluta aos sentimentos mais puros do indivíduo, em busca apenas da realização de um sonho juvenil. Pode levantar que esse vale o aplauso!!! 



1 de nov de 2015

TENTÁCULO

Pablo Picasso



















Sublimar o amor
Assim como o sol           
Abrindo clarões...

No cristal da pupila viva
Arco entre dois mundos
Aroma secreto
Desencadeia o desmonte da cerca.

E agora?
Escadas subindo ao cume          
Ondas de fogo em movimento.